13:11 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldados libaneses perto da fronteira com a Síria

    Ministro libanês: 'Devemos impedir que Israel comece uma guerra, porque a venceríamos'

    © Sputnik/
    Oriente Médio e África
    URL curta
    171510

    Gebran Bassil, o ministro libanês das Relações Exteriores, afirmou ao RT que atualmente está em curso no Oriente Médio uma campanha contra o Líbano.

    Em uma entrevista ao RT, o ministro das Relações Exteriores do Líbano Gebran Bassil explicou que o seu país sempre optou por "manter uma política construtiva e sólida" com os seus vizinhos e outros países do mundo árabe, mas isso não permitiu evitar "ações hostis" contra si.

    O chefe da diplomacia libanesa se referiu à controversa renúncia do primeiro-ministro libanês Saad al-Hariri, anunciada a partir da Arábia Saudita. Na opinião dele, este é um "bom exemplo de que praticamente qualquer pessoa pode começar uma guerra contra nós".

    "Estamos prontos para agir no caso de tais acontecimentos, mas estamos tentando fazer tudo para evitar isso e para manter boas relações com a Arábia Saudita", afirmou Bassil. Sendo que o Líbano se manifesta contra qualquer interferência nos seus assuntos internos, o país não "aprova ataques de seus cidadãos contra a Arábia Saudita", ressaltou ele. 

    O ministro libanês destacou que a situação atual parece envolver muitos outros jogadores, mencionando em particular os EUA e Israel. "Não devemos provocar uma guerra com Israel simplesmente porque provavelmente ele a vai perder. Devemos impedir que Israel comece uma guerra, porque o Líbano vai ganhá-la de certeza", afirmou ele. 

    Bassil disse que atualmente há uma campanha contra o Líbano no Oriente Médio. No entanto, resumiu, "mesmo que Líbano seja o provável vencedor de uma guerra, isso não significa que quer combater". 

    Mais:

    'Conflitos sangrentos' podem surgir com a crise do Líbano, diz ministro alemão
    Rússia: crise do Líbano deve ser resolvida sem interferência estrangeira
    Tags:
    interferência, campanha, política, conflito, guerra, Gebran Bassil, Israel, Líbano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik