21:25 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Soldado curdo olhando para fumaça depois de ataques aéreos da coalizão em Raqqa (foto de arquivo)

    Terroristas do Daesh plantaram explosivos em quase todos os edifícios no centro de Raqqa

    © REUTERS / Goran Tomasevic
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    Os terroristas de Daesh deixaram dispositivos explosivos quase em todos os edifícios do centro de Raqqa, anteriormente considerada a capital do grupo na Síria. Um dos artefatos matou recentemente um técnico de explosivos sírio.

    Os esforços em Raqqa para retornar à vida normal estão sendo prejudicados por explosivos deixados pelo grupo terrorista Daesh (autodenominado Estado Islâmico). Um dos artefatos matou recentemente um técnico de explosivos sírio que havia sido treinado pelas forças da coalizão dos EUA, de acordo com o Enviado Presidencial Especial da Coalizão Mundial para enfrentamento do Estado Islâmico, Brett McGurk.

    "Os terroristas do ISIS [Estado islâmico no Iraque e Síria, na sigla em inglês] plantaram explosivos em quase todas as estruturas do centro para garantir que a vida não possa retornar", afirmou McGurk em uma mensagem no Twitter nesta sexta-feira. "Aqui, em um hospital principal, um valente técnico de EOD [Dispositivo de descarte explosivo] da Síria, treinado por nossa coalizão, foi morto na semana passada. Mais ainda estão trabalhando em toda a cidade".

    O tweet incluiu uma foto da fachada marcada por balas do hospital de quatro andares citado por McGurk.

    O enviado publicou uma série de tweets durante uma série de reuniões com funcionários da Coalizão liderados pelos EUA na Síria e no Iraque. Ele relatou que pelo menos 6.000 combatentes do Daesh foram mortos na batalha por Raqqa. O tweet incluiu uma foto de mais de três dúzias de lutadores que se renderam.

    McGurk não mencionou reportagens da BBC (e mais tarde confirmadas por autoridades norte-americanas) que mostraram milhares de membros da família e centenas de combatentes autorizados a fugir de Raqqa em comboios antes da captura da cidade.

    Tags:
    EOD, coalizão internacional, ISIS, Daesh, BBC, Estado Islâmico, Brett McGurk, Raqqa, Estados Unidos, Iraque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar