05:20 24 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Os militantes de Daesh na cidade de Raqqa.

    Centenas de suspeitos de integrar o Daesh, foram evacuados pelos EUA de Raqqa, na Síria

    © AP Photo/ Raqqa Media Center
    Oriente Médio e África
    URL curta
    161422216

    Centenas de suspeitos de integrar o grupo terrorista Daesh, bem como milhares de seus familiares, foram autorizados a deixar a cidade de Raqqa em comboios organizados por forças apoiadas pelos EUA, dias antes da tomada da cidade pelas forças da coalizão, disse o porta-voz da Operação Inherent Resolve, Coronel Ryan Dillon, nesta terça-feira.

    O porta-voz da coalizão internacional liderada pelos EUA, o Coronel Ryan Dillon, confirmou à BBC de que 250 combatentes do Daesh e milhares de membros de suas famílias, com armas e outros suprimentos, foram removidos para toda a Síria em uma série de comboios organizados pelos EUA, com apoio das Forças Democráticas da Síria (FDS), na tentativa de reduzir o derramamento de sangue nos últimos dias da batalha por Raqqa.

    "No decorrer desse procedimento, quatro combatentes estrangeiros foram identificados e detidos pelas Forças Democráticas da Síria", disse Dillon. "Do resto dos 3.500 civis que deixaram Raqqa naquela menos de 300 foram identificados como potenciais combatentes do ISIS [Daesh]".

    Como parte do acordo, os homens evacuados precisaram passar por um processo de registo, durante o qual foram colhidos seus dados biométricos, disse Dillon.

    Mais:

    EUA rechaçam acusações de terem 'apagado Raqqa da face da Terra'
    Coalizão liderada pelos EUA está treinando e fornecendo material bélico para FDS em Raqqa
    Damasco não considera Raqqa uma cidade libertada
    Tags:
    Daesh, Forças Democráticas Sírias (SDF), FDS, Ryan Dillon, Síria, Raqqa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik