22:14 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Lebanon's prime minister Saad al-Hariri gestures during a press conference in parliament building at downtown Beirut, Lebanon October 9, 2017

    Presidente do Líbano pede explicações à Arábia Saudita sobre suposta detenção de ex-premiê

    © REUTERS / Mohamed Azakir/File Photo
    Oriente Médio e África
    URL curta
    571

    O presidente do Líbano, Michel Aoun, pediu esclarecimentos à Arábia Saudita sobre a não volta do ex-primeiro-ministro Saad Hariri neste sàbado (11). Em uma decisão inesperada, Hariri renunciou ao cargo por meio de um pronunciamento transmitido da capital saudita, Riade, no dia 4.

    Fontes do Governo do Líbano ouvidas pela Reuters afirmam que Aoun acredita que Hariri foi "sequestrado".

    A renúncia do ex-premiê mergulhou o país em uma crise e o colocou na linha de frente de uma disputa de poder entre a sunita Arábia Saudita e o xiita Irã — uma rivalidade que causou confrontos na Síria, Iraque e Iêmen.

    "O Líbano não aceita que seu primeiro-ministro esteja em uma situação de desacordo com os tratados internacionais", afirmou Aoun em comunicado.

    O presidente francês, Emmanuel Macron, fez uma visita não programada a Riade nesta semana e conversou com Aoun por telefone sobre a crise. O chanceler do Líbano irá para Paris na terça-feira tratar do assunto com o líder francês.

    A Arábia Saudita afirma que Hariri é livre e que deixou cargo porque o Hezbollah está coordenando a coalização governista do Líbano.

    Desde sua renúncia, Hariri não fez mas nenhuma declaração pública. A família do ex-premiê fez fortuna no setor de construção civil saudita.

    Mais:

    Crise no Líbano: preocupada, Rússia defende solução sem interferência externa
    Líbano está à beira de uma guerra civil?
    Crise se agrava: Arábia Saudita diz ter recebido 'declaração de guerra' do Líbano
    Renúncia de premiê do Líbano foi orquestrada pela Arábia Saudita, diz líder do Hezbollah
    'França, o novo Líbano': escritor diz que França 'perdeu a guerra' contra muçulmanos
    Tags:
    Hezbollah, Saad Hariri, Michel Aoun, Arábia Saudita, Líbano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar