10:57 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    390
    Nos siga no

    O vice-presidente do comitê de Defesa da Duma russa (Câmara baixa), Yuri Shvytkin, pressupõe que a Rússia planeja manter suas bases no território da Síria para controlar a situação na região e prevenir o agravamento do conflito.

    Engenheiros militares russos na Síria
    © Foto / Ministério das Relações Exteriores da Rússia
    "Claro que lá a situação pode se agravar a qualquer momento, ou seja, mesmo quando acabarem as ações militares, é necessário manter as bases para possíveis deslocações de tropas e evacuações, conforme as tarefas" declarou Shvytkin à Sputnik.

    Mais cedo, o vice-chanceler russo Oleg Syromolotov havia dito à Sputnik que a escala da retirada das tropas russas da Síria depois a derrota do Daesh [grupo terrorista] dependerá da situação, mas que duas bases russas (Hmeymim e Tartus) muito provavelmente ficarão.

    Mais:

    EUA acusam Rússia de atrapalhar investigação sobre uso de armas químicas na Síria
    Rússia planeja reduzir sua presença militar na Síria, diz mídia
    Rússia tem questões quanto à nova política dos EUA na Síria
    Tags:
    Tartus, base aérea Hmeymim, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar