18:59 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7370
    Nos siga no

    No sul da província síria de Deir ez-Zor, foi vista a escavadora mais estranha do mundo. Este veículo era dirigido por engenheiros das tropas governamentais sírias que iam em direção à fronteira com o Iraque.

    Roman Katkov, correspondente da agência russa Vestnik Mordovii, sublinha que o mais interessante é seu "chapéu", ou seja, o sistema de defesa antimíssil. Trata-se do sistema de contra-ataque óptico-eletrônico Sarab (miragem em árabe), instalado no teto da cabina blindada da escavadora.

    Este dispositivo, conhecido entre especialistas como a "casa dos pássaros", serve para interromper a orientação dos mísseis antitanque, como o TOW-2, de produção norte-americana.

    Tal sistema está instalado principalmente em vários equipamentos militares das forças governamentais sírias: tanques, veículos de combate de infantaria e canhões antiaéreos Shilka. Nunca antes um Sarab foi instalado em um veículo de engenharia, informa o correspondente.

    Segundo ele, aqueles que seguem o que está acontecendo na Síria não deveriam se surpreender com esta modernização. É que muitas vezes os militantes não poupam mísseis antitanque guiados, inclusive o míssil antitanque TOW, na hora de combater as escavadoras blindadas. Por isso, não é de surpreender que estas medidas tenham sido tomadas para proteger a tripulação.

    Os sistemas Sarab não foram criados pelos russos nem pelos iranianos, mas pelos próprios sírios, aparecendo pela primeira vez em 2015.

    Ao contrário de outros sistemas de contramedidas óptico-eletrônicos, o Sarab não afeta o sistema de orientação de mísseis, mas "encandeia" diretamente o operador inimigo com uma sequência de pulsos de luz potentes. Funciona com duas baterias de automóvel durante 12 horas. Já existem três protótipos de Sarab, segundo o blogueiro russo Andrei-bt.

    Mais:

    NI: Rússia mostra ao mundo potência de tanques de mísseis mortíferos TOS-1A
    'Monstro de aço': é assim que está o T-72 após modernização
    Tags:
    inovação, sistema antimísseis, veículos blindados, TOW, Exército da Síria, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar