16:47 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Homs, Síria, região que foi alvo de um recente ataque israelense

    Damasco chama Israel de agente do terrorismo após ataque a fábrica síria

    © AP Photo / Hassan Ammar
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14174

    O Ministério das Relações Exteriores da Síria enviou uma carta ao Conselho de Segurança das Nações Unidas se queixando de um recente ataque israelense a uma fábrica de cobre em Hassia, na província de Homs.

    "Mais uma agressão de Israel. Isso mostra que as autoridades israelenses não estão satisfeitas com o estado de terrorismo contra a população árabe na Palestina ocupada, na Síria e no Líbano. Eles querem desempenhar o papel de agente oficial do terrorismo", diz o documento da chancelaria, citado pela agência SANA.  

    Na última quarta-feira, uma fonte dos serviços de segurança do Líbano disse à Sputnik que aviões israelenses tinham invadido o espaço aéreo libanês para atacar alvos no território sírio, em Homs. De acordo com uma testemunha da Força Aérea síria, os militares do país responderam a essa agressão com disparos de mísseis terra-ar contra o inimigo.

    "O governo da República Árabe da Síria pede ao CS da ONU que condene as flagrantes agressões israelenses e pede que a organização internacional adote medias firmes e imediatas pata parar esses ataques e responsabilizar Israel por seu apoio ao terrorismo, que pode incendiar a situação na região e no mundo", acrescentou a diplomacia síria.

    Mais:

    Especialista: ataques de Israel visam desviar atenção dos êxitos na Síria
    F-35 de Israel deve entrar em operação em dezembro
    Síria culpa Israel de prestar apoio a agrupamentos terroristas
    Tags:
    SANA, Homs, Damasco, Síria, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik