20:02 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Caça Su-34 e pilotos russos na Síria

    Rússia planeja reduzir sua presença militar na Síria, diz mídia

    © Sputnik / Dmitriy Vinogradov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    231
    Nos siga no

    A Rússia pode reduzir sua presença militar na Síria, informou o jornal russo Kommersant, citando fontes diplomático-militares.

    Segundo o jornal, as tropas governamentais sírias já controlam 95% do território do país e não precisam de apoio russo em tão grande escala para uma ofensiva final contra os militantes.

    "Caso o plano seja realizado, na Síria ficarão apenas o contingente necessário para defender as instalações em Hmeymim e Tartus, destacamentos da polícia militar e conselheiros militares", afirmou a fonte citada pelo Kommersant.

    O número de aviões da Força Aérea da Rússia na Síria poderá ser reduzido, mas os sistemas de defesa aérea que protegem instalações russas permanecerão, disseram as fontes.

    De acordo com os dados da edição, o respetivo plano prevê reduzir o grupo misto de combate da aviação russa na base de Hmeymim e enviar uma parte do contingente (incluindo pessoal técnico e engenheiros) para os lugares de serviço permanente na Rússia, mas as fontes disseram que a decisão ainda não foi tomada.

    O Ministério da Defesa da Rússia, por sua parte, ressaltou que não tem planos de reduzir o contingente russo na Síria.

    Mais cedo, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, durante o encontro com seu homólogo israelense, Avigdor Lieberman, disse que a operação contra os terroristas na Síria está chagando ao fim.

    A Rússia realiza a operação contra o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia) na Síria desde setembro de 2015 a pedido do governo do país.

    Mais:

    Rússia elimina 650 instalações terroristas na Síria em uma semana
    Putin e Erdogan concordam em intensificar luta antiterrorista na Síria
    Tags:
    redução, presença militar, combate ao terrorismo, Daesh, Ministério da Defesa (Rússia), Sergei Shoigu, Hmeymim, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar