11:52 18 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldados do Exército Sírio e de milícia leal a Damasco perto da cidade de Al-Qaryatayn, Síria, março de 2016

    Daesh executa mais de 100 civis por colaboração com o governo sírio

    © Sputnik/ Mikhail Voskresensky
    Oriente Médio e África
    URL curta
    676548

    O grupo terrorista Daesh assassinou quase 130 habitantes da cidade síria de Al-Qaryatayn por vingança devido à colaboração dos civis com o governo do presidente Bashar Assad.

    Exército sírio avança em Deir ez-Zor
    © Foto: Press Service of the President of Syria
    De acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos, as execuções ocorreram ao longo de um período de 20 dias, enquanto tropas leais a Damasco lutavam com os militantes extremistas pelo controle da cidade. Al-Qaryatayn foi retomada pelo Exército Sírio em abril de 2016, após oito meses de domínio terrorista. No entanto, no início deste mês, combatentes do Daesh lançaram uma ofensiva e conseguiram retomar a cidade, reconquistada pelas forças do governo, novamente, três semanas depois.

    Nesse período, o Daesh executou 128 residentes da cidade, que tinha uma população de aproximadamente 18 mil antes do início da guerra. Segundo o Comitê de Coordenação de Palmyra, um grupo local que apoia protestos e resistência contra o governo sírio, pelo menos 35 dos mortos foram encontrados com seus corpos despejados em um poço de mina.

    Mais:

    Opinião: valas comuns em Aleppo confirmaram que Daesh e a oposição são iguais
    Tags:
    Daesh, Observatório Sírio de Direitos Humanos, Damasco, Al-Qaryatayn, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik