10:10 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Soldados turcos na Síria (foto de arquivo)

    Presidente turco: há 'sombra do Ocidente' por trás dos grupos terroristas, incluindo Daesh

    © AFP 2019 / BULENT KILIC
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4152

    Um dia depois de ter anunciado uma nova operação militar na província síria de Idlib, o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, denunciou o "suporte" que os países do Ocidente alegadamente fornecem aos grupos terroristas.

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan disse que há "sombra do Ocidente" por trás dos grupos terroristas, incluindo o Daesh a al-Qaeda (as duas são organizações terroristas proibidas na Rússia e em vários outros países).

    "Daesh, al-Qaeda, PKK [Partido dos Trabalhadores de Curdistão], por trás de todas essas organizações você pode enxergar a sombra do Ocidente. Todas elas encontram asilo no Ocidente. Onde está o Movimento Gulen? Também no Ocidente. Eles recebem um suporte financeiro muito grande", afirmou o presidente turco este domingo (8), durante seu discurso na cidade turca de Afyonkarahisar, perante ativistas do Partido da Justiça e Desenvolvimento.

    Ofensiva da Turquia na Síria
    © REUTERS / Assessoria de Imprensa das Forças Revolucionárias da Síria
    Comentando a próxima operação militar que o exército da Turquia realizará visando apoiar os rebeldes do Exército Livre da Síria no combate à Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) na província de Idlib, Erdogan disse que "caso nós não tomássemos medidas, as bombas cairiam sobre nossas cidades", referindo-se ao acordo sobre a criação da zona de desescalada na área por intermédio de Moscou, Teerã e Ancara.

    "Estamos realizando nossos esforços em Idlib colaborando com o Exército Livre da Síria, sem problemas no momento", disse o líder turco, acrescentando que as ações de Ancara correspondem à linha de decisões tomadas durante a última rodada de conversações na capital do Cazaquistão, Astana, quanto à estabilização da situação na Síria.

    Atualmente, a província de Idlib está controlada em sua maior parte pelo Tahrir al-Sham, grupo militar encabeçado pelos terroristas da Frente al-Nusra, ex-filial da Al-Qaeda na Síria.

    Mais:

    'Colonizadores querem dividir o Oriente Médio', alerta presidente da Turquia
    Ameaças? Vice-premiê da Turquia pede que Curdistão anule referendo de independência
    Erdogan declara que Turquia enviará suas tropas para Idlib, na Síria
    Tags:
    operação militar, terroristas, Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Daesh, Frente al-Nusra, Al-Qaeda, Recep Tayyip Erdogan, Idlib, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar