22:39 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Militares americanos e rebeldes do Maghaweer al-Thawra, apoiado pelos EUA, em Al Tanf, no sul da Síria

    Rússia: não foram os EUA que libertaram a Síria de terroristas

    © AP Photo / Hammurabi's Justice News
    Oriente Médio e África
    URL curta
    17296

    O ministério da Defesa da Rússia avaliou a atuação dos EUA contra o Daesh na Síria, ao responder a um artigo, publicado por um jornalista norte-americano.

    Mais cedo nesta semana o jornalista norte-americano Michael Bohm escreveu em seu blog no site da emissora de rádio Eco de Moscou que 90% do território da Síria foram liberados do Daesh pela coalizão liderada pelos EUA. 

    "Gostaria de lembrar ao Michael Bohm que, depois de dois anos de combate com o Daesh, a coalizão internacional e os EUA, até 30 de setembro de 2015, cerca de 90% do território da Síria estavam sob controle direto ou indireto do Daesh. Toda a 'estratégia' militar dos EUA na época consistia em contemplar o avanço do 'califado', em armar bandidos sob o pretexto de ajudar a 'oposição síria' e em contar os dias para a queda do governo legítimo da Síria", declarou o representante oficial do ministério da Defesa da Rússia, o major-general Igor Konashenkov.

    "A partir de 30 de setembro de 2015, quando a Força de Defesa Aeroespacial da Rússia iniciou o combate com o Daesh, o território sob o controle do 'califado' é inferior a 10% do país", destacou o militar.

    Segundo ele, nos territórios libertados da Daesh na Síria não há nenhum sinal da presença norte-americana. A ajuda humanitária e apoio no retorno à vida civil são feitos por oficias do Centro russo de conciliação. 

    "Por isso, se Michael Bohn quer dizer que os EUA, com a coalizão internacional, 'liberaram' 90% do território sírio, ele precisa explicar, que [os EUA] liberaram de si mesmo", concluiu Konashenkov.

    Mais:

    Opinião: nova estratégia dos terroristas na Síria foi influenciada pelos EUA
    Mídia: Rússia dá xeque-mate nos EUA na questão síria
    Com e contra quem EUA lutam na Síria? Ministério da Defesa da Rússia espera explicação
    Tags:
    Ministério da Defesa (Rússia), Igor Konashenkov, Michael Bohm, EUA, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar