05:29 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da Turquia Tayyip Erdogan. 16 de março, 2016

    Erdogan: as autoridades do Curdistão iraquiano vão 'pagar' por terem realizado o referendo

    © REUTERS / Umit Bektas
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8124
    Nos siga no

    O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou que as autoridades do Curdistão iraquiano vão pagar por terem realizado o referendo sobre a independência da região, informou The Independent.

    Segundo o presidente turco, o referendo provocará o surgimento de uma "nova ferida na região", já afetada pelos conflitos na Síria e no Iraque.

    "O governo regional curdo, a quem nós chegamos a apoiar, empreendeu passos contra a gente, e eles terão de pagar por isso", disse o chefe de Estado. 

    O referendo sobre a independência do Curdistão iraquiano foi realizado na segunda-feira, 25 de setembro. Segundo a comissão eleitoral suprema independente, 92,7% dos eleitores votaram a favor da independência da região.

    As autoridades do Iraque declararam o referendo de ilegítimo e destacaram que não pretendem realizar negociações com o governo regional sobre sua autonomia política. 

    Turquia, Irã, EUA e a ONU se posicionaram contra a realização do referendo.

    Mais:

    EUA não reconhecem referendo no Curdistão iraquiano, mas pedem calma
    ONU oferece ajuda para resolver crise no Curdistão
    'Declarar guerra ao Curdistão iraquiano significa entrar em conflito com EUA e Israel'
    Com mais de 91% de votos pela independência, Curdistão sofrerá ataques de países vizinhos
    Mais de 90% votam a favor da independência do Curdistão iraquiano
    Tags:
    independência, referendo, Recep Tayyip Erdogan, Turquia, Curdistão iraquiano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar