06:06 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Artilharia do Exército sírio nos arredores de Deir ez-Zor, Síria

    Autoridades sírias anunciam possível data da libertação de Deir ez-Zor

    © AFP 2019 / George Ourfalian
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3130
    Nos siga no

    A cidade síria de Deir ez-Zor poderia ser libertada dos terroristas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) nas próximas semanas, declarou à Sputnik Muhammed Ibrahim Samra, governador da província de Deir ez-Zor.

    Segundo ele, hoje cerca de 60 por cento da área da cidade está sob o controle dos terroristas. "O comando do exército pode prever quando esse território será libertado. Acredito que isso levará algumas semanas. Os combates continuam e os terroristas morrem diariamente", disse o governador.

    Quanto às ações da coalizão internacional liderada pelos EUA, segundo Muhammed Ibrahim Samra, o seu objetivo principal é apoderar-se dos recursos minerais da Síria. As Forças Democráticas da Síria (FDS), apoiadas pelos EUA e que atualmente operam no norte de Deir ez-Zor, estão ao serviço dos interesses dos EUA.

    "Isso não é segredo. Até os seus confrontos com o Daesh em Raqqa não foram mais do que uma peça do teatro. O Daesh abandonava os territórios, que depois eram ocupados pelas FDS, era uma troca de papéis. Todos eles são aliados dos EUA e da chamada coalizão", disse ele.

    Em 5 de setembro, o exército sírio rompeu o cerco à cidade de Deir ez-Zor, que havia permanecido sitiada pelo Daesh durante mais de três anos. Em 18 de setembro as forças governamentais, apoiadas pela aviação russa, cruzaram o rio Eufrates na zona de Deir ez-Zor, expulsando os militantes de várias povoações e continuando o seu avanço em direção leste.

    Mais:

    Exército sírio derrota Daesh perto da entrada principal de Deir ez-Zor (VÍDEO)
    Sapadores da Rússia estão prontos para desminar Deir ez-Zor
    Tags:
    terrorismo, FDS, Daesh, Síria, Deir ez-Zor
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar