17:51 15 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Soldados norte-americanos no nordeste da Síria

    Síria considerará 'outras opções' contra a presença dos EUA se a diplomacia não funcionar

    © AFP 2019 / AHMAD AL-RUBAYE
    Oriente Médio e África
    URL curta
    10231
    Nos siga no

    O governo sírio qualifica a presença militar norte-americana no território do seu país como "ilegal".

    O Ministério das Relações Exteriores da Síria tenciona solucionar a questão da presença militar dos Estados Unidos no território da República Síria Árabe primeiramente através de meios da diplomacia, declarou em entrevista ao canal RT o chanceler sírio, Walid Muallem.

    "Vamos tentar abrir todas as portas diplomáticas, mesmo que a presença militar estadunidense na Síria seja ilegal", apontou o ministro, acrescentando também que os EUA não contam com a aprovação do governo sírio do assunto em questão.

    Ao mesmo tempo, o ministro sublinhou que o Governo sírio vai atuar em termos de proteção da sua soberania, independência e integridade territorial do país.

    Além disso, Muallem destacou que "se a diplomacia não resultar, vamos considerar outras opções".    

    "Foram os estadunidenses que vieram para cá e não o contrário", declarou, apontando que os EUA não foram convidados por Damasco.

    Mais:

    5 terroristas que organizaram ataque contra militares russos são eliminados na Síria
    Com e contra quem EUA lutam na Síria? Ministério da Defesa da Rússia espera explicação
    Bombardeiros russos atacam posições dos terroristas na Síria
    Analista: Ocidente se esconde atrás de mentira sobre Força Aeroespacial da Rússia na Síria
    Mídia: Coalizão dos EUA ataca aldeia na Síria deixando 9 mortos entre civis
    Tags:
    diplomacia, integridade territorial, independência, soberania, presença militar, governo, Walid Muallem, EUA, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar