11:05 22 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Rússia e da Síria no convés do porta-aviões russo Admiral Kuznetsov no Mediterrâneo

    Rússia vai enviar material para reconstruir a infraestrutura na Síria

    © Sputnik/ Serviço de Imprensa da Frota do Norte/Andrey Luzik/USO EDITORIAL
    Oriente Médio e África
    URL curta
    91577210

    O ministério da Defesa da Rússia anunciou estar enviando mais de 4 mil toneladas de material de construção para a Síria para reerguer a infraestrutura do país.

    O presidente sírio Bashar Assad durante um discurso em frente dos diplomatas, em 20 de agosto de 2017
    © AP Photo/ Página do Facebook da Presidência da Síria
    Além disso, mais de 40 unidades de equipamento de construção serão encaminhadas para realizar os trabalhos.

    Segundo o comunicado do órgão, mais de 2 mil toneladas de canos metálicos para fornecimento de água e canalizações estão na lista, com centenas de quilômetros de fios elétricos de alta voltagem e de fibra óptica, para restauração dos sistemas de fornecimento de energia elétrica e de comunicação. O ministério também revelou que pretende participar na reconstrução de hospitais, escolas e instalações públicas. 

    "O ministério da Defesa da Rússia está realizando o fornecimento do equipamento e de materiais de construção por transporte ferroviário até o porto de Novorossiysk, de onde a carga seguirá para a Síria", explicou o comunicado.

    Mais cedo, o ministério informou que um grupo de militares foi enviado para as áreas liberadas de Deir ez-Zor para preparar a operação de desminagem da região.

    Mais:

    Quantos drones de reconhecimento abateu a Rússia na Síria? (FOTO)
    Rússia criou novos sistemas de combate a drones na Síria
    Estado-Maior fala de uma operação única da Força Aeroespacial e Marinha da Rússia na Síria
    Graças às ações da Rússia na Síria foi libertado um território de 78 mil km quadrados
    Tags:
    construção civil, infraestrutura, Deir ez-Zor, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik