19:27 18 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Manifestantes palestinos entram em confronto com soldados israelenses em Hebron, na Cisjordânia

    Ativista palestino faz greve de fome após 'detenção arbitrária' em Hebron

    © REUTERS/ Mussa Qawasma
    Oriente Médio e África
    URL curta
    320

    Um importante ativista da Palestina iniciou uma greve de fome nesta terça-feira após ser detido por autoridades do seu país por críticas ao governo de Mahmoud Abbas.

    Issa Amro foi preso ontem, em Hebron, na Cisjordânia, depois de escrever em seu Facebook um texto de protesto contra a prisão de um jornalista que havia pedido a renúncia de Abbas. Sua detenção foi fortemente criticada por grupos internacionais de defesa dos direitos humanos, incluindo a Comissão Independente de Direitos Humanos da Palestina e a Anistia Internacional, que descreveu a medida como um ataque à liberdade de expressão. 

    "Notícias alarmantes: ativista dos direitos humanos Issa Amro foi detido hoje por forças de segurança palestinas por posts no Facebook."

    Amro, de 35 anos, é fundador da Juventude Contra Assentamentos, organização que documenta uma série de abusos cometidos por militares e colonos israelenses nos territórios ocupados. Por conta do seu ativismo, ele já responde por acusações em Israel. De acordo com o seu irmão, Ahmad Amro, a greve de fome iniciada hoje é uma forma de protestar contra uma violação cometida pelas autoridades palestinas, que o detiveram sem um mandato e sem respeitar qualquer trâmite legal. 

    "Ele está detido há mais de 24 horas sem ter sido apresentado a um promotor e sem acusações formais", disse Ahmad, citado pela Associated Press. 

    Já o advogado de Issa, Farid al-Atrash, declarou que "é uma vergonha para a Autoridade Palestina prender um forte ativista contra os assentamentos e as agressões [israelenses] em Hebron".

    Em Israel, o ativista enfrenta acusações em uma corte militar por supostamente convocar protestos ilegais e obstruir o serviço de soldados das Forças de Defesa

    Mais:

    Chanceleres de Egito, Jordânia e Palestina publicam comunicado sobre Israel e Palestina
    Palestina acusa Washington de apoiar 'política de apartheid' israelense
    Líder da Autoridade Palestina corta contato com Israel
    Políticos prognosticam nova guerra pela Faixa de Gaza entre Palestina e Israel
    Tags:
    direitos humanos, Juventude Contra Assentamentos, Issa Amro, Cisjordânia, Hebron, Israel, Palestina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik