07:59 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Explosão nuclear

    Como a 'pequena' Marinha de Israel poderia iniciar uma guerra nuclear?

    CC0 / Pixabay/shurik
    Oriente Médio e África
    URL curta
    17383497

    A marinha israelense, a menor dentro das Forças de Defesa desse país, tem o grande desafio de proteger seus interesses em uma região cheia de tensão. Para isso, a Marinha tem várias ferramentas de dissuasão, incluindo navios com capacidade nuclear.

    Como explicou o colunista Marcel Serr para o site War is Boring, é responsabilidade da Marinha, entre outras, proteger a todo custo os campos de gás israelenses no Mar Mediterrâneo — o maior nessas águas — de ataques militares e terroristas, e para responder ao desenvolvimento do programa nuclear iraniano.

    A primeira resposta israelense a uma provocação nessas águas seria possivelmente iniciada pela unidade de elite especial Shayetet 13, acompanhada pela implantação de três corvetas classe Saar 5, os navios de guerra maiores, pesados e poderosos da Marinha israelense, equipados com mísseis anti-navio Harpoon e Gabriel e projéteis de médio alcance Barak 8.

    No entanto, provocações extremas exigiriam medidas extremas, que seriam respondidas pela frota de submarinos nucleares. Estes são submersíveis da classe Dolphin, com 57 metros de comprimento, com propulsão diesel e elétrica e uma faixa de autonomia de mais de 7.000 quilômetros.

    Esses submarinos são estrategicamente essenciais porque são capazes de operar em todo o Mediterrâneo e proporcionam a Israel a única oportunidade de fazê-lo sem ser detectado na costa dos países árabes, e até mesmo pelo Irã.

    A nova geração desses submersíveis fabricados na Alemanha, Dolphin II, foi obtida por Israel em 2014 com o Tanin, enquanto o segundo deles, Rahav, chegou ao porto em janeiro de 2016. O terceiro Dolphin II provavelmente será fornecido em 2019.

    Mais:

    MRE russo: Moscou não tem informação sobre preparação de ataque a Israel
    Resolução da crise na Síria é ameaçada por Israel e Arábia Saudita?
    Netanyahu afirma que Israel não tolerará presença do Irã na Síria e Líbano
    Tags:
    Dolphin II, Shayetet 13, Barak 8, guerra nuclear, Marcel Serr, Mediterrâneo, Irã, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik