18:02 05 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    291022
    Nos siga no

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, fez uma advertência ao secretário-geral da ONU, António Guterres, que seu país não admitirá a presença iraniana nos territórios da Síria e Líbano.

    Durante um encontro realizado em Jerusalém, Netanyahu disse a Guterres que o Irã está construindo na Síria e no Líbano instalações para fabricar mísseis de precisão para "acabar com Israel".

    "Irã está construindo instalações para produzir mísseis guiados de precisão com esse objetivo, tanto na Síria, como no Líbano, isto é algo que Israel não pode aceitar", afirmou Netanyahu.

    O secretário-geral da ONU, antes de se encontrar com Benjamin Netanyahu, se tinha reunido com o presidente israelense, Reuven Rivlin, que lhe transmitiu uma mensagem similar.

    Nos seus comunicados oficiais, os dirigentes de Israel ignoraram a ocupação militar dos territórios palestinos, um dos problemas mais antigos da comunidade internacional.

    Vale destacar que durante o encontro ente Vladimir Putin e Benjamin Netanyahu, realizado em Sochi em 23 de agosto, o premiê israelense também sublinhou o perigo que Irã representa para Israel, para o Oriente Médio e para todo o mundo.

    Mais:

    Israel ameaça interromper financiamento da ONU
    Comandante do exército do Irã profetiza que Israel não sobreviverá aos próximos 25 anos
    Para que Israel aumenta quantidade de F-35 americanos nas suas Forças Armadas?
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar