12:11 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    432627
    Nos siga no

    Novo comandante em chefe do exército iraniano, general Abdolrahim Mousavi, que assumiu o posto em 21 de agosto, advertiu que o "regime sionista" deixará de existir nos próximos 25 anos.

    Segundo informa a agência de notícias iraniana Tansim, o general fez essas declarações durante um evento cultural na cidade de Qom, poucos dias depois de assumir o cargo.

    O jornal The Times of Israel, por sua parte, anota que as declarações são "um eco" de uma afirmação semelhante do líder supremo iraniano aiatolá Ali Khamenei, em meados de 2015. Em uma entrevista publicada na conta oficial de Khamenei no Twitter em 9 de setembro de 2015, o líder iraniano se dirigiu a Israel, dizendo: "Não chegarão a ver os próximos 25 anos" e acrescentou que o estado judeu será perseguido até à sua destruição.

    "Nossos inimigos devem saber que, se tiverem a ideia de um ato de agressão contra o Irã, eles terão de enfrentar uma dura reação", advertiu Khamenei.

    O general Mousavi anunciou ainda que "a era dos abusos terminou" e, se um país optar por entrar em guerra com o Irã, "será o país persa quem vai decidir como terminará esse conflito".

    Mais:

    Israel desenvolve novo sistema antimíssil perante possíveis ameaças do Irã
    Irã vs. Israel: conflito armado à vista no estrangeiro?
    Irã opina ser necessário o desarmamento nuclear de Israel
    Tags:
    Israel, Irã, Aiatolá Ali Khamenei, ameaça
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar