03:57 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Especialista mostra a jornalistas as roupas especiais utilizadas durante a neutralização de armas químicas

    Analista sobre laços entre Damasco e Pyongyang: é um coquetel duvidoso

    © AP Photo / Alfonso Perez
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4 0 0
    Nos siga no

    Dois carregamentos originários da Coreia do Norte para o centro sírio de pesquisas SSRC foram interceptados durante os últimos 6 meses, comunica a Reuters, citando o relatório da ONU sobre a violação das sanções contra a Coreia do Norte.

    De acordo com a Reuters, o relatório, preparado por analistas independentes da ONU e apresentado no Conselho de Segurança, não precisa quando e onde foi realizada a intercepção, bem como não informa sobre o conteúdo da carga. 

    "A comissão está investigando a informação sobre a cooperação entre a Coreia do Norte e a Síria no domínio das armas químicas proibidas, mísseis balísticos e outros tipos de armas", cita a Reuters o relatório. 

    De acordo com a informação disponível, dois países-membros da ONU identificaram um fornecimento destinado à Síria. Os destinatários eram empresas sírias que foram classificadas como empresas "fictícias". 

    "Isto parece um coquetel. Tudo isso é muito duvidoso porque a Síria já tem bastantes problemas. Fazer negócios com a Coreia do Norte é um absurdo segundo a minha opinião. Cooperar na área das armas químicas é como dar um tiro no pé […] Nunca houve nenhuma informação sobre quaisquer laços entre a Coreia do Norte e a Síria. É só vontade de mostrar: estes dois regimes que se mantêm firmes deviam ser liquidados há muito tempo", acrescentou o analista russo Yury Zinin ao serviço russo da Rádio Sputnik

    Após o maior ataque de gás em agosto de 2013 perto de Damasco, que causou várias centenas de mortes, a Síria se juntou à Convenção de Não Proliferação de Armas Químicas. O presidente sírio Assad tinha repetidamente afirmado que a Síria nunca utilizou armas químicas contra o próprio povo. 

    Mais:

    Coreia do Norte: Ataque dos EUA na Síria é 'imperdoável'
    ONU: situação na Coreia do Norte pode se tornar mais grave do que crise na Síria
    Tags:
    política, opinião, armas químicas, cooperação, laços, analista, relatório, investigação, comissão, ONU, Coreia do Norte, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar