15:42 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Um combatente norte-americano, que está lutando ao lado das Forças Democráticas da Síria, segura bandeira do seu país

    Deputado sírio: coalizão internacional destrói em vez de libertar nossas cidades

    © REUTERS/ Rodi Said
    Oriente Médio e África
    URL curta
    660

    A coalizão internacional liderada pelos EUA destruiu vários bairros da cidade síria de Raqqa os apagando da face da Terra, disse o vice-chefe do comitê dos assuntos exteriores do parlamento sírio, Omar al Asad.

    O parlamentar acrescentou que "todos esses crimes que mataram muitos civis, incluindo crianças, são por eles chamados de luta contra o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e muitos outros países]".

    "Os EUA matam civis sírios, evitando os grupos do Daesh. A operação em Raqqa deve ser chamada de manobra de diversão ou de destruição, mas não de libertação", disse o deputado à Sputnik Árabe.

    Omar al Asad apelou à comunidade internacional para parar estes bombardeios que destroem completamente a infraestrutura. O deputado considera que os norte-americanos na realidade não querem libertar a cidade de Raqqa, porque se eles quisessem fazer isso, já o teriam feito há muito.

    "O exército sírio quer combater o terrorismo e faz isso. Assim, recentemente foi libertada a cidade de Al-Sukhnah", disse ele, acrescentando que os detalhes dos êxitos da coalizão na luta contra o terrorismo são realmente desconhecidos.

    Mais:

    Coalizão internacional ataca hospital com bombas de fósforo na cidade síria de Raqqa
    Exército sírio elimina terroristas, tanques e armazéns de munições perto de Raqqa
    Bombardeio da coalizão internacional em Raqqa vitima pelo menos 7 crianças
    Tags:
    coalizão internacional, vítimas, bombardeio, coalizão internacional, Daesh, Raqqa, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik