20:45 16 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Veículo militar da Polícia Federal iraquiana em Mossul, 24 de março de 2017

    Libertação se aproxima: 'em Tal Afar não há mais civis', só terroristas

    © REUTERS / Khalid al Mousily
    Oriente Médio e África
    URL curta
    860

    O exército iraquiano começou uma ofensiva contra os terroristas do Daesh (organização proibida na Rússia) na cidade de Tal Afar, a oeste de Mossul, informou o canal iraquiano Rudaw, citando militares.

    O primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, disse anteriormente que, após a libertação de Mossul, a cidade de Tal Afar seria a próxima meta do exército iraquiano, bem como que ela seria libertada "com a mesma determinação".

    "A operação foi iniciada ontem. Dezoito vilas nos arredores de Tal Afar foram libertadas, de acordo com comandantes das forças governamentais", revelou na quarta-feira (2) o chefe do Estado-Maior do exército curdo Peshmerga, Jabar Yawar, em entrevista ao canal.

    De acordo com o oficial do exército iraquiano, Fahd Abdullah Taai, cerca de 100 tanques e veículos blindados e 40 mil soldados estão a 40 km da cidade prontos para começar a sitiá-la.

    Outro oficial do exército iraquiano, general Khalaf, diz que a milícia xiita vai participar na ofensiva para ajudar a retomar o controle da cidade. Conforme estimativa do general, cerca de 1.000 terroristas do Daesh, alguns que vieram de Mossul, estão na cidade junto com seus familiares.

    "Em Tal Afar não há mais civis. As únicas pessoas que restam na cidade são terroristas e seus familiares", destacou.

    Segundo os cálculos do general Khalaf e do chefe de Estado-Maior curdo Yawar, "a cidade será libertada no decorrer de duas semanas" devido à baixa moral do Daesh, assim como ao cerco prolongado da cidade, realizado pelos combatentes xiitas durante cinco meses. 

    Tal Afar, cidade situada a 50 km de Mossul e com população maioritariamente turcomana, é o último reduto dos terroristas na fronteira com a Síria.

    Mais:

    Jornalista da Sputnik fica sob fogo cruzado em Mossul (VÍDEO)
    Iraque: derrota do Daesh em Mossul não é êxito dos EUA
    Horror da guerra: durante a conquista de Mossul morreram 40 mil civis
    Tags:
    Daesh, Exército do Iraque, Haider al-Abadi, Mossul, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik