13:04 11 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Vista aérea do Djibuti

    Que escondem eles? Base chinesa na África possui níveis secretos

    © AFP 2017/ Jacques Demarthon
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5152

    A superfície da primeira base naval chinesa no exterior, situada em Djibuti, é muito mais importante do que parece, acredita Stratfor.

    A base de Djibuti, a primeira base chinesa no estrangeiro, possui níveis subterrâneos e a sua superfície é na verdade muito mais importante do que parece, segundo os dados da plataforma de reconhecimento privada norte-americana Stratfor.

    Os locais escondidos foram descobertos com a ajuda de satélites de reconhecimento norte-americanos. De acordo com os serviços de reconhecimento, a superfície dos locais escondidos por baixo de terra é de 23 mil metros quadrados, com três níveis protegidos.

    As construções subterrâneas permitem realizar atividades inobserváveis e oferecem uma proteção a veículos ou instalações da missão chinesa em Djibuti, sublinha a Stratfor.

    A primeira base naval chinesa no estrangeiro ocupa uma posição estratégica à saída do mar Vermelho. O estreito de Bab-el-Mandeb tem aqui apenas 20 quilômetros de largura. Diariamente, cerca de 2,8 milhões de barris de petróleo bruto são transportados através do estreito. Adicionalmente, metade das importações petrolíferas da China e cerca de 20% do comércio mundial são efetuados através do Golfo de Áden, que fica próximo.

    Em Djibuti funcionam também bases navais dos EUA e da França. Os militares chineses chegaram à área em fevereiro de 2016. As primeiras construções apareceram em maio.

    Mais:

    China ativa 'diplomacia ferroviária' na África
    China convida países da África para participarem da criação da nova Rota da Seda
    Tags:
    subterrâneo, construções, base, informações, níveis, reconhecimento, Djibuti, África, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik