03:52 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5200
    Nos siga no

    As forças antiterroristas do Iraque fizeram explodir em Mossul uma fábrica usada para produzir bombas pelos militantes do Daesh, grupo terrorista ativo na Síria e no Iraque e proibido na Rússia e em outros países.

    A Sputnik Árabe soube de uma fonte nas forças antiterroristas que "a fábrica foi explodida por especialistas, tudo o que estava dentro foi eliminado também".

    © Sputnik
    Forças antiterroristas do Iraque explodem usina de bombas do Daesh

    Além da fábrica, especialistas iraquianos toparam com um armazém clandestino onde os terroristas do Dash produziam e guardavam explosivos. A Sputnik dispõe de algumas fotos feitas no local, que deixam ver as munições dos terroristas e dão uma ideia do seu número.

    Armamentos e munições achadas em Mossul pelas forças antiterroristas do Iraque
    © Sputnik
    Armamentos e munições achadas em Mossul pelas forças antiterroristas do Iraque

    A mesma fonte também informou que "nos últimos dias, 40 militantes que se estavam escondendo nos subsolos de prédios habitados se renderam às forças antiterroristas".

    Este número aumenta a cada semana: na semana passada, as forças iraquianas registraram a rendição de 24 terroristas desertores.

    Armamentos e munições achadas em Mossul pelas forças antiterroristas do Iraque
    © Sputnik
    Armamentos e munições achadas em Mossul pelas forças antiterroristas do Iraque

     

    Mais:

    Primeiro-ministro: Líbano vai pedir ajuda da Rússia para combater o Daesh
    Secretário de Defesa dos EUA diz que líder do Daesh ainda está vivo
    Tags:
    Daesh, Mossul, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar