18:20 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Uma vaca

    Para contornar embargo, Qatar importa vacas da Hungria

    © Foto : Pixabay
    Oriente Médio e África
    URL curta
    721

    O Qatar iniciou o processo de trazer 4 mil vacas da Europa para aumentar sua produção de leite, após o embargo de países próximos ter cortado sua fonte costumeira de carne e leite.

    A primeira leva será de 165 vacas vindas de Budapeste, Hungria. Elas serão instaladas em uma fazenda distante cerca de 80 quilômetros de Doha. O evento tem recebido uma grande cobertura da mídia local, que apresenta as vacas como um símbolo de desafio ao boicote liderado pela Arábia Saudita.

    A única fronteira terrestre do Qatar é justamente com a Arábia Saudita e com o fechamento desta, não há como alimentos entrarem ou deixarem o país.

    Arábia Saudita, Bahrein, Egito e Emirados Árabes Unidos cortaram laços diplomáticos com Doha, acusando o país de financiar e apoiar o terrorismo na região.

    Com a predominância do clima desértico em seu território, o Qatar depende de importações de alimentos para nutrir sua população. Desde o início do impasse, Doha tem apelado para a compra de alimentos de países que não fazem parte do embargo, como Irã, Marrocos e Turquia.

    O atual rebanho de 5 mil vacas fornece apenas "entre 10% e 15%" do consumo de carne e leite do país, afirma John Dore, responsável por um centro agropecuário. Segundo Dore, importações da Turquia vem suprindo a necessidade não atendida da população.

    Entretanto, o Qatar pretende aumentar sua população bovina para 25 mil.

    Doha tem afirmado que pode enfrentar o boicote "para sempre", caso seja necessário.

    Mais:

    EUA: Crise entre Qatar e países do Golfo Pérsico pode levar 'muito tempo'
    Para especialista, ao enviar armas ao Qatar, Irã dará pretexto para guerra aos sauditas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik