04:30 25 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu

    Israel espera que suas exigências na trégua síria sejam respeitadas

    © REUTERS / Petros Karadjias/Pool
    Oriente Médio e África
    URL curta
    49520

    Israel espera que a Rússia e os EUA analisem e tomem em conta a sua posição de que a instalação de forças iranianas na Síria, no âmbito do armistício nas regiões do sudoeste do país, é inadmissível, afirmou o premiê israelense, Benjamin Netanyahu.

    O chefe do governo de Israel afirmou que nesta semana já discutiu este assunto pelo telefone com o presidente russo, Vladimir Putin, e o secretário de Estado americano, Rex Tillerson.

    "Ambos me disseram que compreendem a postura israelense e vão considerar as nossas demandas", disse o político no decurso da reunião do gabinete.

    Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, em entrevista coletiva, confirmou que Putin e Trump estavam prontos para anunciar um acordo de cessar-fogo no sul da Síria a partir de hoje (9).

    Netanyahu adiantou que saúda o cessar-fogo nos territórios fronteiriços da Síria caso este não ajude a incentivar as forças pró-iranianas.

    "Israel vai aprovar o verdadeiro cessar-fogo na Síria, porém, este não deve levar à consolidação das forças iranianas ou as dos seus satélites na Síria, em geral, e no sul da Síria, em particular", resumiu.

    Mais:

    Ministro da Defesa de Israel adverte Síria e Líbano: 'não nos provoquem'
    Israel volta a abrir fogo contra forças sírias nas Colinas de Golã
    'Com Irã não se brinca': uma mensagem clara a Israel, EUA e Arábia Saudita
    Tags:
    armistício, cessar-fogo, trégua, Benjamin Netanyahu, Irã, Síria, Israel, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar