06:04 20 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    061
    Nos siga no

    O comandante-geral dos destacamentos curdos das Unidades de Proteção Popular (YPG), Sipan Hemo, acredita que os turcos podem vir a iniciar um conflito armado.

    "Tais preparativos [por parte da Turquia] atingiram um nível de declaração de guerra e podem levar ao início de coalizões reais nos próximos dias", Sipan Hemo comentou para a agência Reuters. Ao mesmo tempo, ele acrescentou que "nós não podemos fazer nada".

    Mais cedo, o representante oficial do grupo da oposição curdo do Conselho Democrático da Síria, Hedu Reizan, informou à Sputnik que a artilharia turca teria atacado povoados curdos nos arredores de Afrin, ao norte da província de Aleppo.

    Além disso, segundo fontes militares da IHA, as forças armadas da Turquia realizaram 20 ataques às posições do YPG em Afrin.

    De acordo com as declarações do ministro da Defesa da Turquia, Fikri Isık, o país não exclui a possibilidade de conduzir operação militar em Afrin, caso venha a sofrer ameaça à sua segurança nacional partida desta região.

    A Turquia considera que as Unidades de Proteção Popular (YPG) são organizações terroristas ligadas ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão, proibida no país.

    Mais:

    Modernização militar: Turquia pretende construir próprio porta-aviões
    Curdos sírios: Turquia se prepara para invadir Afrin
    Turquia: EUA pegarão de volta armas fornecidas aos curdos após derrota do Daesh
    Turquia mostra tanque avançado para operações urbanas (FOTO, VÍDEO)
    Tags:
    Turquia, Curdistão sírio, Afrin, Aleppo, Síria, Sipan Hemo, Fikri Isik, Unidades de Proteção Popular (YPG), Ministério da Defesa Nacional da Turquia, conflito armado, operação militar, colisão, tensões, organização terrorista, segurança nacional, ameaça
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar