17:51 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 02
    Nos siga no

    A Copa do Mundo de 2022 no Qatar está comprometida por falta de material de construção, provocada pelo embargo ao país por parte de uma série de estados árabes, disse o professor da Universidade de Georgetown no Qatar, Anatol Lieven.

    "Irã e Turquia tem apoiado Qatar de forma enérgica. Os países estão garantindo que Qatar receba produtos alimentícios. No entanto, não poderão garantir o fornecimento de materiais para o gigante setor de construção do país, que já está enfrentando problemas nesse sentido", alertou o especialista. 

    "Esse pode ser um grande golpe para o país, se provocar a transferência da Copa do Mundo de Futebol de 2022 para um outro local — considerando a quantidade de recursos que o Qatar já investiu nesse projeto de tanto prestígio", explicou Lieven.

    O diretor do comitê organizador da Copa de 2022, Ganim Al Kuwari, já anunciou em entrevistas anteriores, que a crise diplomática do Qatar com outros países árabes não afetará os preparativos para o evento, que deverá ser realizado entre 21 de novembro de 18 de dezembro de 2022.

    Mais:

    'Demandas irreais': Qatar critica países vizinhos e diz que não abre mão de soberania
    Apesar das exigências dos países árabes, Turquia vai manter suas tropas no Qatar
    Qatar ganhou mais dois dias para atender as demandas dos Estados árabes
    Tags:
    crise diplomática, Copa do Mundo de 2022, Anatol Lieven, Golfo Pérsico, Qatar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar