04:03 18 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5110
    Nos siga no

    As forças militares iraquianas estão próximas da libertação completa de Mossul, que estava completamente nas mãos dos terroristas do Daesh, mas a atitude de obrigar civis a ficarem nus vem chamando a atenção da mídia internacional.

    Quem tenta deixar os seus refúgios, uma vez que os militares iraquianos ganham terreno na cidade, acaba sendo obrigado a tirar toda a sua roupa.

    A medida se justifica: seria uma forma de descobrir se há a presença ou não de explosivos embaixo das roupas daqueles que se saem de suas casas.

    Na última segunda-feira, duas mulheres suicidas detonaram um explosivo próximo às tropas do Iraque, matando um soldado, de acordo com a Agência Associated Press.

    Assim, os militares iraquianos têm vasculhado, casa a casa, em busca de terroristas do Daesh que possam estar fugindo do fogo cerrado que atinge a cidade iraquiana há meses.

    Segundo dados da ONU, a libertação de Mossul já custou a vida de 80 mil pessoas, enquanto o número de pessoas feridas e desabrigadas pela violência na cidade chegou a 900 mil.

    Mais:

    Deputado sírio: EUA querem invadir Síria como antes invadiram Iraque
    Portugueses no Iraque estão seguindo a lógica da invasão americana de 2003?
    Caos na região: Iraque tem que se resignar à presença de tropas norte-americanas
    Primeiro-ministro do Iraque declara fim do 'falso estado' do Daesh em Mossul
    Tags:
    segurança, bomba, terrorismo, guerra, ONU, Daesh, Mossul, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar