08:30 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Macron com o presidente do Mali, Ibrahim Boubacar Keita

    Macron promete força conjunta de 5 mil soldados para lutar contra terrorismo na África

    © Foto: REUTERS/Christophe Archambault/Pool
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1261234

    Em visita oficial ao Mali, o presidente francês Emmanuel Macron prometeu 70 veículos táticos, uma força conjunta de 5 mil soldados e apoio logístico e operacional na luta contra o terrorismo na África, afirmou o mandatário em coletiva de imprensa.

    Macron cumpre agenda oficial com o grupo chamado G5 do Sahel — formado por Burkina Faso, Chade, Mali, Mauritânia e Níger.

    A iniciativa deve ter início entre setembro e outubro, estima o presidente francês. Seu orçamento será de 423 milhões de euros, com um aporte de 50 milhões de euros da União Europeia. A base das forças será em Savare, na região central do Mali, e ela trabalhará de forma integrada com os 4 mil soldados franceses que já estão no país africano e os 12 mil homens das forças de paz da Organização das Nações Unidas (ONU). A França tem soldados no Mali desde 2013.

    O objetivo é combater a onda de bombardeios, tiroteios e sequestros no Sahel, a região ao sul do Saaara.

    "Não podemos nos esconder atrás de palavras, devemos agir", disse Macron.

    Mais:

    Macron e Schwarzenegger unem forças para 'trolar' Trump (VÍDEO)
    Juncker: Países da UE não estão contribuindo o suficiente com fundo de apoio à África
    Líderes africanos recebem carta de Putin no Dia da África
    O bom filho à casa torna: Brasil se reaproxima da África
    Tags:
    Emmanuel Macron
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik