11:10 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Uma mulher observa os arranha-céus de Doha, no Qatar

    Crise diplomática: Qatar rechaça o ultimato dos países árabes

    © AP Photo / Kamran Jebreili
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Ruptura de relações diplomáticas com Qatar (67)
    6150
    Nos siga no

    Qatar rejeitou as demandas das nações árabes, lideradas pela Arábia Saudita, que deveriam ter sido cumpridas até a próxima segunda-feira, dia 3 de julho. A declaração a respeito foi feita pelo ministro das Relações Exteriores do Qatar, Mohamed Abdulrahman bin Thani, segundo The Guardian.

    O diplomata classificou as demandas de "violação da soberania do Qatar" e reiterou que "ninguém tem o direito de apresentar um ultimato a um país soberano".

    "[Qatar] acredita que o mundo é regido pela lei internacional, que impede que as grandes nações façam imposições às pequenas", declarou Thani durante a visita à Itália, onde ele se reuniu com o seu colega italiano.

    Thani disse que qualquer país pode acertar as diferenças com Qatar, se tiver provas. Mesmo nesse caso, todas as disputas devem ser resolvidas através de um diálogo, e não ultimatos.

    "Não tememos nenhuma ação [dos autores das demandas]. Qatar está pronto para assumir todas as consequências. (…) Há um limite que não deve ser cruzado", disse o chanceler do emirado.

    Tema:
    Ruptura de relações diplomáticas com Qatar (67)

    Mais:

    Putin e emir do Qatar falam sobre crise no Golfo
    Países árabes interferirão imediatamente no Qatar, caso Doha não cumpra suas obrigações
    Emir do Qatar promete ampliar relações com o Irã, apesar da crise diplomática
    Oriente Médio pode enfrentar conflito armado em grande escala, caso Qatar 'desobedeça'
    Estados do Golfo para Qatar: limite laços com Irã, dispense base turca e feche Al-Jazeera
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar