04:29 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1309
    Nos siga no

    Em um futuro próximo, os habitantes da assediada cidade síria de Deir ez-Zor podem ficar sem água potável, já que os militantes do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) estão construindo um dique para bloquear o rio Eufrates, comunicou à Sputnik uma fonte diplomática bem informada.

    "Os habitantes da cidade, que estão cercados pelos militantes já por muito tempo, enfrentam uma nova adversidade. Logo que os terroristas terminem a construção de um dique improvisado, a cidade vai se deparar com uma catástrofe humanitária de larga escala. As pessoas vão ficar sem água", advertiu.

    De acordo com o entrevistado, a ONU e as agências humanitárias devem prestar atenção especial àquilo que se passa em torno de Deir ez-Zor.

    "Infelizmente, ainda não estamos vendo uma resposta adequada por parte da comunidade internacional, particularmente, dos participantes de grupos especiais para acesso humanitário na Síria. É preciso se reunir não só para condenar as ações bárbaras do Daesh, mas também para encontrar uma solução para este problema humanitário", resumiu.

    Mais:

    Exército sírio segue na ofensiva: 20 militantes do Daesh são eliminados em Deir ez-Zor
    Mídia: Daesh está transferindo sua 'capital' de Raqqa para Deir ez-Zor
    Assad à Sputnik: EUA querem que Daesh capture cidade de Deir ez-Zor
    Tags:
    catástrofe humanitária, água potavel, ONU, Deir ez-Zor, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar