12:35 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu

    Netanyahu promete responder com força a qualquer ataque contra território israelense

    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Oriente Médio e África
    URL curta
    19411

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, avisou o Irã que Israel "considera como algo grave" suas intenções de estabelecer uma presença militar na Síria e armar o grupo xiita libanês Hezbollah com armamento avançado.

    Netanyahu fez as advertências no início da reunião de seu gabinete, no dia seguinte após diversos projéteis desviados com origem na Síria terem caído em território israelense (sem causar vítimas nem danos).

    O exército de Israel bombardeou as posições das forças governamentais sírias de onde supostamente foram lançados os mísseis, matando duas pessoas, segundo as fontes sírias.

    Por sua vez, o Ministério de Defesa da Rússia comunicou hoje (25) que a aviação israelense destruiu veículos blindados do grupo terrorista Frente al-Nusra (atual Frente Fatah al-Sham) e não posições das tropas governamentais sírias.

    "Nossa política é clara. Não aceitaremos nenhum tipo de 'chuva', nem de morteiros, foguetes ou propagação de fogo [da guerra síria]. Responderemos com força a qualquer ataque em nosso território contra nossos cidadãos", afirmou o premiê.

    Netanyahu tem reiterado repetidamente que não aceitará a presença militar iraniana permanente em sua fronteira.

    Mais:

    Ataques aéreos de Israel mataram civis, diz governo sírio
    Hezbollah ameaça Israel com 'milhares de combatentes' de outros países
    Tags:
    aviso, ataque aéreo, Benjamin Netanyahu, Síria, Irã, Israel, Oriente Médio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar