16:25 21 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Consequências da guerra  no bairro Saif Al Dawla da cidade de Aleppo (Síria)

    NYT: EUA acham que 7 oficiais resolverão os problemas de milhares de sírios

    © AP Photo/ Manu Brabo
    Oriente Médio e África
    URL curta
    252457315

    A administração do presidente dos EUA, Donald Trump, decide enviar um grupo de civis à Síria para trazer de volta a estabilidade nas regiões libertadas dos terroristas do Deash pela oposição apoiada pelos EUA, escreve o jornal New York Times, citando oficiais norte-americanos.

    Segundo dados do jornal, o grupo é composto por sete pessoas e inclui representantes do Departamento de Estado dos EUA e funcionários da inteligência; alguns já estão na Síria.

    Destaca-se que a missão — não divulgada com antecedência — busca prevenir uma crise humanitária e prestar ajuda aos sírios para que voltem às suas casas. No âmbito da missão, os especialistas vão retirar as bombas deixadas pelo Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) no território, bem como garantir acesso à eletricidade e à água potável.

    No entanto, o envio do pequeno grupo põe em questão se seus esforços serão suficientes para resolver essas grandiosas tarefas, que inclui a restauração das condições normais de vida para milhões de sírios.

    "Planos minimalistas que devem ser suficientes para que sobrevivam às primeiras semanas, mas, além disso, surgirão problemas que podem exigir mais esforços", declarou o ex-representante especial para assuntos do Afeganistão e Paquistão, James Dobbins.

    "Os nossos esforços nos bairros libertados do Daesh se concentrarão exclusivamente na estabilidade e satisfação das demandas dos civis para que possam voltar para casa e para impedir que o Daesh volte [para esses bairros]", afirma James Dobbins.

    "Os esforços se limitam ao fornecimento de ajuda humanitária, limpeza [do território] de explosivos, deixados nos tempos de guerra, e restauração de meios de abastecimento principais", conclui.

    Mais:

    EUA estão nervosos na Síria, opina especialista
    Casa Branca não acredita que EUA estão à beira de uma guerra com Rússia na Síria
    Coalizão liderada pelos EUA derrubou avião da Força Aérea da Síria em Raqqa
    Comissão da ONU acusa EUA de cometer assassinatos em massa na Síria
    Tags:
    condições de vida, civis, administração, grupo, explosivos, limpeza, abastecimento, ajuda humanitária, crise, combate ao terrorismo, Donald Trump, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik