00:36 29 Junho 2017
Ouvir Rádio
    Membros das forças de segurança iemenitas se mostram leais aos houthis

    General iemenita promete responder à Arábia Saudita com um ataque ao 'coração' do país

    © AFP 2017/ MOHAMMED HUWAIS
    Oriente Médio e África
    URL curta
    192375200

    O ataque aéreo da coalizão árabe, encabeçada pela Arábia Saudita, no norte do Iêmen resultou em mais de 20 mortes. Um representante do exército iemenita, aliado aos houthis, general da brigada Aziz Rashid, afirmou à Sputnik Árabe que ataque não foi um acidente.

    Há pouco tempo, o Conselho de Segurança da ONU aprovou resoluções que visam parar as ações militares pelas forças iemenitas contra o exército saudita. De acordo com o general, esta resolução deu luz verde à coalizão internacional para que continue seus ataques aéreos contra os civis do Iêmen.

    "O mundo se cala sobre os crimes, cometidos contra o Iêmen pela coalizão internacional e por organizações terroristas, financiadas por certos países", contou o general para a Sputnik Árabe

    Aziz Rashid sublinhou que o exército iemenita se vingará destas ações:

    "A resposta aos crimes cometidos será um ataque ao coração da Arábia Saudita, mais precisamente contra as instalações militares. Escolheremos a hora apropriada para responder a esta agressão."

    Em 18 de junho, a coalizão internacional, liderada por Riad, lançou 42 ataques aéreos contra o território do Iêmen, deixando dezenas de mortes entre os civis.

    Mais:

    OMS: mais de mil pessoas morreram de cólera no Iêmen desde o final de abril
    Base militar do Iêmen sofre ataque supostamente da Al-Qaeda
    Tags:
    crime, vítimas, ataque aéreo, coalizão internacional, Arábia Saudita, Iêmen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik