00:51 29 Junho 2017
Ouvir Rádio
    Bashar Assad, Damasco

    Senador americano: Assad ganharia as eleições sírias com 90% dos votos

    © AFP 2017/ Louai Beshara
    Oriente Médio e África
    URL curta
    201296101

    O senador do estado da Virgínia, Richard Black, afirmou na segunda-feira, citando fontes na inteligência americana, que o presidente da Síria, Bashar Assad, ganharia as eleições no seu país, se fossem realizadas hoje, com 90% dos votos.

    "Eu estive com pessoas, com as quais trabalhei de forma muito próxima, e que reuniram informações na Síria… e diversas coisas interessantes estavam nos relatórios aos quais tive acesso", observou Black. 

    "No momento, eu diria que se você pudesse realizar eleições na Síria… o presidente Assad provavelmente seria reeleito com 90% dos votos, e isso inclui as áreas ocupadas pelos terroristas", afirmou o senador.

    Black, que é o representante eleito do condado de Loudoun, Virgínia, conheceu pessoalmente Assad durante uma visita à Síria em abril de 2016.

    O senador disse que as suas fontes na inteligência também revelaram que "as pessoas apoiam totalmente o presidente Assad e a primeira senhora Asma Assad, que é uma das grandes primeiras damas no mundo todo".

    "São pessoas totalmente abnegadas", acrescentou o senador. "Ao contrário de muitos líderes no mundo, eles não são gananciosos, eles não estão acumulando riqueza nacional, eles estão se sacrificando pelo futuro de sua nação. Então, as pessoas os amam".

    Black também enfatizou que existe "total unidade" no exército sírio.

    "Existe uma união quase total entre todas as religiões. Os cristãos, os alauitas, os sunitas, os xiitas, os drusos, todos estão lutando juntos para manter a Síria", explicou.

    O governo sírio vem combatendo diversos grupos da oposição armada e grupos terroristas há mais de seis anos. A Rússia apoiou o governo legítimo do presidente sírio, Bashar Assad. Os Estados Unidos apoiam alguns grupos de oposição armada ao governo de Damasco.

    Mais:

    Síria jura amizade à Índia: Deli não se submete à pressão do Ocidente, diz Assad
    Assad diz que Trump 'engoliu' a maioria das suas promessas pré-eleitorais
    'Se Assad não iniciar uma mobilização geral, será difícil evitar a desintegração do país'
    Assad diz que não fará concessões relacionadas à independência da Síria
    Assad culpa EUA por conflitos na Síria e na Venezuela
    Tags:
    Bashar Assad, Richard Black, EUA, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik