04:11 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Lançadores múltiplos de foguetes HIMARS dos EUA

    Lançadores de foguetes que EUA instalam na Síria podem ser usados contra forças do governo

    © AFP 2018 / Ted Aljibe
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2327

    O Ministério da Defesa da Rússia declarou que os lançadores múltiplos de foguetes HIMARS, que recentemente foram instalados na Síria, podem ser usados contra as forças governamentais do país.

    Os dois lançadores múltiplos de foguetes (LMF) HIMARS dos EUA foram anteriormente deslocados da Jordânia para a base de Al-Tanf, na Síria.

    "As forças da coalizão contra o Daesh [grupo terrorista proibido na Rússia e muitos outros países] já têm realizado repetidamente ataques aéreos contra as forças do governo da Síria que lutam contra o Daesh perto da fronteira com a Jordânia. Por isso, é fácil pressupor que ataques semelhantes contra unidades do exército sírio serão realizados, mas agora usando estes lançadores múltiplos de foguetes HIMARS. Quais são os objetivos reais dos EUA na Síria e contra quem os militares dos EUA vão lá lutar?", pergunta o comunicado do MD da Rússia.

    Neste mês e no mês passado, na região de Al-Tanf as forças sírias foram atacadas três vezes pela coalizão internacional liderada pelos EUA. O Pentágono explicou a situação dizendo que isso alegadamente foi um ato de autodefesa. Segundo o lado norte-americano, a coluna da milícia chegou demasiado próximo do lugar de posicionamento das forças da coalizão.

    A coalizão internacional liderada pelos EUA está realizando na Síria uma operação militar contra os militantes do grupo Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e muitos outros países) desde o ano de 2014. Mas a coalizão está atuando sem autorização do governo legitimo do país. 

    Mais:

    Embaixador: EUA não foram convidados para encontro em Astana sobre Síria
    Ações da coalizão dos EUA na Síria apenas dificultam derrota do Daesh
    Síria diz que ataques da coalizão liderada pelos EUA fortalecem Daesh
    Tags:
    coalizão internacional, HIMARS, Daesh, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik