21:25 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson (foto de arquivo)

    Londres condenou o bloqueio ao Qatar

    © REUTERS / Mary Turner
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Ruptura de relações diplomáticas com Qatar (67)
    261

    O ministério das Relações Exteriores da Grã-Bretanha pediu à Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos (EAU), Egito e Bahrein para tornar o bloqueio de Qatar menos rígido e manifestou preocupação com as medidas restritivas desses países em relação a Doha, disse o chefe da diplomacia britânica, Boris Johnson.

    "Estou preocupado com as medidas rigorosas adotadas pela Arábia Saudita, EAU, Egito e Bahrein contra um parceiro tão importante. Eu peço para reduzir o bloqueio de Qatar. Eu convoco todos os Estados a adotar medidas imediatas para solucionar a situação e encontrar uma saída, o mais rápido possível, através do processo de negociação", informou o comunicado de Johnson, divulgado pela assessoria de imprensa do ministério das Relações Exteriores britânico.

    No dia 5 de junho, Arábia Saudita, EAU, Egito e Bahrein romperam as relações diplomáticas com Qatar, acusando o país de apoiar o terrorismo e de interferir em assuntos internos dos países árabes. O rompimento foi seguido pelas Maldivas, Maurícias e Mauritânia. Senegal, Niger e Chade convocaram os seus embaixadores de Doha. Jordânia e Djibouti reduziram as atividades das suas representações diplomáticas no país.

    Tema:
    Ruptura de relações diplomáticas com Qatar (67)

    Mais:

    Qatar agradeceu oferta russa para driblar o embargo alimentar
    Qatar estranha as críticas de Trump, após décadas de cooperação militar
    Qatar decide não expulsar moradores de países que romperam relações diplomáticas
    Tags:
    crise diplomática, bloqueio, Boris Johnson, Qatar, Grã-Bretanha, Londres
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar