10:48 21 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Cartazes com o retrato do presidente sírio, Bashar Assad, junto ao centro de autotreinamento perto de Damasco

    Moscou: zonas de segurança na Síria não são um ensaio para possível divisão do país árabe

    © Sputnik/ Mikhail Voskresenskiy
    Oriente Médio e África
    URL curta
    284550

    O estabelecimento de zonas de segurança na Síria não implica a criação de condições para dividir o país, assegurou o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, nesta segunda-feira.

    "Aliás, o presidente russo, Vladimir Putin, enfatizou muitas vezes que não estávamos criando condições para particionar a Síria… Trata-se da necessidade de progredir no caminho para um completo cessar-fogo e uma redução das tensões em todo o território sírio. Considerando a extrema dificuldade de introdução desse regime em todo o território do país de uma só vez, foi tomada a decisão de começar com essas zonas, sobre as quais estamos falando", explicou Lavrov durante uma coletiva de imprensa.

    Lavrov enfatizou que o trabalho relativo ao acordo final, com os detalhes das formas de monitoramento do cessar-fogo, bem como da implementação de pontos de acesso às zonas de segurança, estava em andamento.

    "Acima de tudo, [os pontos de acesso precisam ser organizados] para civis e para assistência humanitária, o que certamente facilitará a situação da população em suas respectivas áreas", acrescentou Lavrov.

    A quarta rodada de negociações para um acordo sírio, ocorrido na capital do Cazaquistão, Astana, em maio, resultou na decisão de criar zonas de segurança na província de Idlib, bem como em outras sete regiões. O monitoramento e a administração das zonas de segurança é realizado por militares da Rússia, Turquia e Irã. O Estado-Maior da Rússia informou não excluir a possibilidade de mais países participarem do monitoramento das zonas.

    Facebook

    Procure a página Sputnik Brasil no Facebook e descubra as notícias mais importantes. Curta e compartilhe com seus amigos. Ajude-nos a contar sobre o que os outros se calam!

    Mais:

    Lavrov: Zonas de Segurança deverão se multiplicar por toda a Síria
    Lavrov: Rússia, Turquia e Irã discutirão o policiamento das zonas de segurança na Síria
    Síria não permitirá que forças lideradas pela ONU estejam presentes em zonas de segurança
    Com a criação das zonas de segurança, Damasco poderá intensificar o combate ao Daesh
    Zonas de segurança entram em vigor na Síria
    Tags:
    zonas de segurança, Sergei Lavrov, Idlib, Síria, Moscou
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik