00:52 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Aviação russa realiza ataques localizados contra instalações dos terroristas na Síria (foto de arquivo)

    Força Aeroespacial russa elimina mais de 80 jihadistas que fugiam de Raqqa

    Ministério da Defesa da Rússia
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4290

    Na noite de 29 para 30 de maio, a aviação russa eliminou mais de 80 militantes do grupo terrorista Daesh, (proibido na Rússia) que tentavam escapar de Raqqa, informou o Ministério da Defesa russo.

    "A Força Aeroespacial da Rússia realizou ataques contra vários alvos. As baixas do Daesh incluem mais de 80 terroristas, 36 veículos, oito caminhões, 17 caminhões lança-foguetes e outras armas de fogo de grande calibre", diz o comunicado oficial do Ministério.

    O comunicado acrescenta que os jihadistas estão deixando Raqqa através do rio Eufrates, apesar de a zona estar cercada pelas Forças Democráticas da Síria (SDF, na sigla em inglês) e forças da coalizão internacional.

    "As Forças Democráticas da Síria em cooperação com as forças da coalizão internacional estão se aproximando de Raqqa. No norte, a cidade está de fato bloqueada. Ao mesmo tempo, as SDF pararam a ofensiva, o que criou uma brecha no cerco. Aproveitando-se disso, os jihadistas atravessam o Eufrates e tentam retirar suas formações para o sul da Síria", destaca-se no comunicado.

    O comando do contingente russo na Síria, de acordo com o Ministério, continua tomando as medidas necessárias para impedir que os combatentes do Daesh deixem Raqqa e se dirijam para as províncias de Homs e Hama.

    O Ministério da Defesa lembrou que a aviação russa dispõe de forças e meios para eliminar os terroristas a qualquer hora.

    Mais:

    Drones filmaram mísseis de cruzeiro russos atingindo posições do Daesh na Síria (VÍDEO)
    Fim da hegemonia do terror: Daesh 'possui 2 opções' na Síria
    ONU: mais de 100 civis morreram na Síria em ataques da coalizão durantes últimas semanas
    Tags:
    terroristas islâmicos, ataque aéreo, Força Aeroespacial da Rússia, Raqqa, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik