10:26 10 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5110
    Nos siga no

    Ataques aéreos da coalisão internacional liderada pelos EUA não têm nada a ver com esforços antiterroristas, declarou a porta-voz do MRE da Rússia, Maria Zakharova, na quarta-feira (31).

    Durante o briefing semanal, Maria Zakharova expressou suas preocupações em relação às vítimas dos ataques aéreos da coalizão internacional contra a zona sul da cidade síria de Raqqa, realizados em 27 de maio. Segundo ela, os ataques em questão mataram 20 pessoas.

    Além disso, a porta-voz lembrou o ataque contra Mayadin, no sudeste da cidade síria de Deir ez-Zor, que resultou na morte de 35 civis.

    "Nós reprovamos essas, para não dizer mais, mal concebidas e mal planejadas ações que são realizadas sob o pretexto de combate ao terrorismo internacional. Claro que não têm nada a ver com luta, especialmente com a luta efetiva contra o terrorismo internacional", declarou Maria Zakharova.

    Ela também destacou que "na verdade, os ataques aéreos pioram a difícil situação na Síria, aumentam o número de vitimas entre civis sírios, causam caos e destruições e seguem as regras das organizações terroristas".

    Não obstante, a porta-voz do MRE russo sublinhou que a proposta de cooperação estreita com Estados Unidos é atual.

    "Afinal, foi realizado grande número de encontros e negociações, no entanto, mais uma vez digo que as propostas de cooperação estreita são reais — não somente a nível de contatos políticos em apoio às negociações, mas a interação real diária — e continuam em vigor", concluiu.

    Mais:

    ONU: mais de 100 civis morreram na Síria em ataques da coalizão durantes últimas semanas
    Macron diz que quer fortalecer cooperação com a Rússia sobre a Síria fora da coalizão
    Síria denuncia morte de 20 civis no ataque da coalizão dos EUA em Raqqa
    Síria pede na ONU fim das ações da coalizão internacional na Síria
    Tags:
    combate ao terrorismo, motivos, organizações terroristas, caos, mortos, ataques aéreos, cooperação bilateral, civis, destruição, vítimas, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, coalizão internacional, Maria Zakharova, Deir ez-Zor, Raqqa, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar