21:47 06 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    510
    Nos siga no

    O grupo terrorista líbio Ansar al-Sharia, vinculado à Al-Qaeda, anunciou sua dissolução por ter sofrido grandes baixas nas suas fileiras, incluindo a maior parte de seus líderes, ao combater o exército líbio.

    Segundo a agência Reuters, que cita a procuradoria norte-americana, a Ansar al-Sharia preparava ataques terroristas contra os EUA. Um dos membros da organização é acusado de ter atacado a missão diplomática dos EUA em Benghazi em 11 de setembro de 2012 quando morreram quatro norte-americanos, incluindo o embaixador Christopher Stevens. Entretanto, o grupo radical rejeitou as acusações.

    Formada após a vitória da chamada revolução na Líbia, a organização visava criar um emirado islâmico que se estenderia para fora das fronteiras líbias até ao Egito, Argélia e Tunísia. A Ansar al-Sharia está incluída na lista das organizações terroristas do Conselho de Segurança da ONU.

    Muitos membros da Ansar al-Sharia se juntaram às fileiras do Daesh depois da morte do seu líder nos finais de 2014, acrescenta a agência AFP.

    Mais:

    Egito lança ataques aéreos contra 'campos terroristas' na Líbia
    Ataque contra base aérea na Líbia mata 140 pessoas
    Processo contra Hillary sobre ataque a diplomatas na Líbia é arquivado
    Tags:
    Al-Qaeda, Daesh, Benghazi, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar