03:02 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Homem na varanda de um dos edifícios com marcas de bombardeios em um campo de refugiados na Líbia (Arquivo)

    Grupo terrorista que atacou embaixada dos EUA na Líbia anuncia autodissolução

    © REUTERS / Ali Hashisho
    Oriente Médio e África
    URL curta
    510
    Nos siga no

    O grupo terrorista líbio Ansar al-Sharia, vinculado à Al-Qaeda, anunciou sua dissolução por ter sofrido grandes baixas nas suas fileiras, incluindo a maior parte de seus líderes, ao combater o exército líbio.

    Segundo a agência Reuters, que cita a procuradoria norte-americana, a Ansar al-Sharia preparava ataques terroristas contra os EUA. Um dos membros da organização é acusado de ter atacado a missão diplomática dos EUA em Benghazi em 11 de setembro de 2012 quando morreram quatro norte-americanos, incluindo o embaixador Christopher Stevens. Entretanto, o grupo radical rejeitou as acusações.

    Formada após a vitória da chamada revolução na Líbia, a organização visava criar um emirado islâmico que se estenderia para fora das fronteiras líbias até ao Egito, Argélia e Tunísia. A Ansar al-Sharia está incluída na lista das organizações terroristas do Conselho de Segurança da ONU.

    Muitos membros da Ansar al-Sharia se juntaram às fileiras do Daesh depois da morte do seu líder nos finais de 2014, acrescenta a agência AFP.

    Mais:

    Egito lança ataques aéreos contra 'campos terroristas' na Líbia
    Ataque contra base aérea na Líbia mata 140 pessoas
    Processo contra Hillary sobre ataque a diplomatas na Líbia é arquivado
    Tags:
    Al-Qaeda, Daesh, Benghazi, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar