23:59 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Soldiers from the Syrian army fire a rocket at Islamic State group positions in the province of Raqqa, Syria

    Ataques aéreos russos matam 120 terroristas do Daesh que fugiam de Raqqa

    © AP Photo/ Alexander Kots/Komsomolskaya Pravda
    Oriente Médio e África
    URL curta
    32410
    Nos siga no

    As Forças Aeroespaciais russas destruíram cerca de 120 militantes do Daesh (autodenominado Estado Islâmico, proibido na Rússia) que tentavam escapar da autoproclamada capital do grupo, Raqqa na Síria, disse uma fonte militar à Sputnik.

    Segundo a fonte, um comboio de 39 caminhonetes armados com metralhadoras de grande calibre estava saindo de Raqqa em direção a Palmira.

    "Como resultado dessas greves, 32 caminhões foram destruídos e cerca de 120 terroristas foram mortos", disse a fonte.

    Ao receber esta informação, o comando do contingente russo na Síria tomou medidas para impedir o êxodo dos terroristas Daesh na direção sul", disse a fonte.

    A fonte continuou dizendo que os drones russos foram implantados para rastrear as possíveis rotas que os terroristas poderiam usar para escapar da cidade e se moverem em direção a Palmira. Aeronaves de combate russas e unidades de forças especiais foram empenhadas para impedir que militantes fugissem.

    "Todas as tentativas dos militantes do Daesh de se moverem em direção a Palmira e de acumular suas forças ali serão esmagadas", sublinhou a fonte.

    A cidade síria abriga grande parte dos jihadistas que atuam no país e é considerada a "capital" do Daesh. Raqqa vem sendo palco de batalhas pesadas há vários meses, com ataques tanto da ofensiva russa quanto da coalizão liderada pelos EUA.

    Mais:

    Síria está pronta para cooperar com qualquer governo para libertar Raqqa
    EUA atacam 'acidentalmente' posições de forças antiterroristas perto de Raqqa
    Pentágono expande base aérea no Norte da Síria para uso em batalha por Raqqa
    Mídia conseguiu filmar militares dos EUA perto de Raqqa
    Tags:
    Ministério da Defesa (Rússia), Estado Islâmico, Daesh, Palmira, Raqqa, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar