15:30 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14251
    Nos siga no

    O presidente da República Árabe da Síria, Bashar Assad, afirmou em entrevista a um canal de TV da Bielorrússia que não fará qualquer tipo de concessão que coloque em jogo os interesses do seu país e do seu povo.

    "Todas as coisas relacionadas a soberania, interesses nacionais, constituição e independência não são prerrogativas do presidente. E este não pode fazer concessões nesse sentido. Eu posso fazer concessões em assuntos pessoais, que não são importantes para o povo", disse ele ao ONT

    De acordo com Assad, as discussões internacionais sobre o futuro da Síria, levadas a cabo em Genebra, na Suíça, não produziram qualquer efeito sobre os conflitos. Para ele, esses encontros foram apenas eventos midiáticos com o objetivo de levar Damasco a fazer concessões sobre temas importantes. 

    No caso das conversas de reconciliação em Astana, no Cazaquistão, mediadas por Rússia, Irã e Turquia, o presidente sírio acredita que essas têm mais chances de darem certo, por se basearem em um formato correto desde o início. 

    "Se elas vão produzir resultados ou não, isso vai depender da implementação", acrescentou. 

    Mais:

    Quando haverá paz na Síria? Inteligência dos EUA tem previsão
    EUA renovam sanções contra governo da Síria
    Síria não permitirá que forças lideradas pela ONU estejam presentes em zonas de segurança
    Assad à Sputnik: não há diferença entre terroristas e invasão turca e americana da Síria
    Tags:
    ONT, Bashar Assad, Bielorrússia, Damasco, Suíça, Genebra, Cazaquistão, Astana, Turquia, Irã, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar