10:54 18 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Militares são vistos em cima de um blindado durante festejos do 105 aniversário de Kim Il-sung

    Coreia do Norte reafirma que está determinada a lutar contra os EUA

    © Sputnik/ Ilia Pitalev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Tensão sem precedentes entre Coreia do Norte e EUA (186)
    24278

    A Coreia do Norte reafirmou que está determinada a continuar a resistência e luta contra os Estados Unidos, que quer “roubar tudo o que valorizamos”, publicou a agência norte-coreana KCNA nesta terça-feira.

    O comunicado foi divulgado no mesmo dia em que se comemorou um ano da eleição do líder Kim Jong-un para a presidência do Partido dos Trabalhadores do país.

    “Os EUA e seus adeptos aderiram às suas maiores ameaças nucleares e esquemas de pressão e sanções para nos roubarem tudo o que apreciamos. Mas nossa linha de defesa é uma fortaleza inexpugnável”, afirmou a KCNA, em declarações reproduzidas pela agência sul-coreana Yonhap.

    A mensagem da KCNA foi divulgada no dia do primeiro aniversário de Kim como líder do Partido dos Trabalhadores, posição que ele assumiu durante o primeiro congresso da legenda em 30 anos. Nele, o líder norte-coreano reafirmou a meta do desenvolvimento de armas nucleares caminhar ao lado do crescimento econômico do país.

    Pyongyang promete se manter firme contra as pressões e sanções preconizadas pela Casa Branca e destaca ainda que o desenvolvimento de armas nucleares é uma necessidade diante da política hostil impregada pelos norte-americanos.

    “Em uma época em que estamos olho a olho com os EUA, a atual situação grave na península exige uma marcha incessante para implementar as tarefas reveladas no congresso do partido”, publicou o jornal estatal norte-coreano Rodong Sinmun.

    “[O governo dos EUA] deve primeiro ter entendimento correto sobre nós. Apreciamos aqueles que tentam nos dissuadir da opção nuclear e não vamos desistir, não importa o que as pessoas digam”, completou a publicação.

    Tema:
    Tensão sem precedentes entre Coreia do Norte e EUA (186)

    Mais:

    Pentágono investiga cooperação entre Irã e Coreia do Norte
    Ataque dos EUA contra Coreia do Norte teria consequências cataclísmicas, diz embaixador
    Conheça a próxima crise nuclear mundial – e que não envolve EUA e Coreia do Norte
    Tags:
    diplomacia, política, terceira guerra mundial, guerra nuclear, guerra, Kim Jong-un, Estados Unidos, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik