12:08 13 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Militares dos EUA em Mossul, Iraque, 23 de novembro de 2016

    Tropas dos EUA deixarão o Iraque após fim da missão contra Daesh

    © AFP 2018/ THOMAS COEX
    Oriente Médio e África
    URL curta
    370

    O premiê iraquiano Haider al-Abadi disse que as unidades militares norte-americanas não permanecerão no país após a operação contra o grupo terrorista Daesh ser concluída, informa a agência Associated Press.

    Anteriormente, a agência, citando fontes anônimas dos governos do Iraque e dos EUA, havia informado que o premiê iraquiano estava realizando negociações com a administração Trump sobre a permanência das tropas norte-americanas no país depois do fim da operação anti-Daesh. Estava previsto que os militares dos EUA iriam ficar no Iraque na qualidade de conselheiros para simplificar a tomada de decisões quanto à sua permanência e não ter que coordenar a instalação das tropas americanas com o parlamento do país.

    Haider al-Abadi afirmou que as unidades militares dos EUA deixariam o país, enquanto parte dos militares norte-americanos iriam permanecer no Iraque, mas apenas na qualidade de conselheiros, para ajudar as Forças Armadas iraquianas a manter a "prontidão de combate" caso apareça "qualquer ameaça à segurança".

    Atualmente, os militares iraquianos, juntamente com a coalizão internacional liderada pelos EUA, estão efetuando a operação para libertar a cidade iraquiana de Mossul. Em março, as forças governamentais disseram ter cercado completamente os terroristas na cidade e cortado suas comunicações com os militantes na Síria, acrescentando que tomaram sob controle dois terços da cidade.

    Mais:

    Preparação para quê? Daesh desloca forças para a fronteira do Iraque com Jordânia
    Político iemenita: EUA deslocam militantes da Síria e Iraque para Iêmen
    Tags:
    guerra, coalizão internacional, Daesh, Haider al-Abadi, Mossul, Iraque, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik