02:37 21 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Prédios destruidos após ataque aéreo da coalizão internacional liderada pelos EUA na Síria

    Opinião: EUA subavaliam significativamente número das suas vítimas no Oriente Médio

    © AFP 2018/ AHMAD ABOUD
    Oriente Médio e África
    URL curta
    350

    O membro do Parlamento sírio Muhammed al Husein comunicou à Sputnik Árabe que a declaração da coalizão é ridícula porque seus ataques aéreos causaram centenas de mortes de civis na Síria e no Iraque.

    "Ficamos surpreendidos com os dados apresentados, porque só num dos ataques aéreos a Raqqa foram mortos pelo menos 700 civis", acrescentou al-Husein à Sputnik Árabe.

    Segundo ele, mais de 20 mil pessoas desarmadas foram vítimas mortais dos bombardeamentos da coalizão na Síria e no Iraque.

    "Nós nos acostumamos às declarações mentirosas da coalizão internacional, dos EUA e da ONU também. Sabemos que a coalizão está lutando com o Daesh, Frente Al-Nusra e outros grupos terroristas com falta da seriedade e sinceridade. Pelo contrário, eles operam nos interesses dos militantes e os apoiam", frisou ele.

    Entre as vítimas há crianças, mulheres e idosos que nada têm a ver com os grupos terroristas.

    ​Tais declarações, segundo ele, falsificam a realidade e subavaliam o volume de crimes contra civis.

    Mais:

    Coalizão dos EUA realiza 38 ataques contra o Daesh na Síria e no Iraque
    EUA: desde 2014, coalizão eliminou ao menos 50 mil terroristas na Síria e no Iraque
    Tags:
    notícias falsas, bombardeamento, militares, declaração, coalizão, crime, vítimas, Iraque, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik