18:08 21 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Militante do PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão) em Sirnak, Turquia

    No Norte da Síria decorrem combates entre curdos e exército turco

    © AP Photo / Cagdas Erdogan
    Oriente Médio e África
    URL curta
    531
    Nos siga no

    Na província Afrin, no Norte da Síria, começaram os confrontos entre militantes curdos e o exército turco, informa a agência de notícias curda Firat.

    O exército turco disparou na terça-feira tiros de artilharia contra posições dos curdos que, na opinião de Ancara, estão ligados ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), proibido na Turquia. Depois disso, destaca a agência, os turcos atacaram as posições dos militantes na povoação de Firfirke, na área de Raqqa. Agora ainda não há dados disponíveis sobre os resultados dos confrontos, os combates continuam.

    Além disso, na terça-feira a Turquia efetuou um ataque aéreo contra posições dos curdos na área de Qerecox (província Al-Hasakah, Síria) e no norte do Iraque. Em resultado do ataque contra a Síria, 20 combatentes das milícias curdas YPG morreram e outros 18 foram feridos. Ao mesmo tempo, as YPG neste momento estão efetuando, juntamente com a aviação e tropas especiais americanas, o assalto às cidades de Raqqa e Tabqqa, que estão ocupadas pelo Daesh (proibido na Rússia e nos outros países).

    No Iraque (província Sinjar) morreram cinco combatentes curdos, mais nove foram feridos. Também morreu um civil e outro foi ferido. Como foi descoberto mais tarde, as vítimas deste ataque aéreo feito por engano foram não as tropas do PKK, mas soldados de peshmerga (exército do Curdistão iraquiano), que é aliado da Turquia.

    Mais:

    Turquia suspenderá acordo sobre refugiados se UE recusar nova proposta de regime sem visto
    Turquia: governo declara vitória do 'Sim' em referendo
    Tags:
    combate, Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), YPG, norte da Síria, Curdistão iraquiano, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar