13:41 19 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Caça da Força Aeroespacial russa Su-30SM decola da base aérea de Hmeymim, Síria, junho de 2016

    CNN: Síria deslocou seus aviões para mais próximo da base russa

    © Sputnik/ Ramil Sitdikov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Ataque norte-americano contra base aérea síria (82)
    74239322

    As autoridades sírias deslocaram os seus aviões para mais próximo da base militar russa de Hmeymim, a fim de os protegerem dos ataques da coalizão. Esta informação foi divulgada pela CNN, que cita fontes militares dos EUA.

    O canal nota que Damasco deslocou para a área da base russa "a maioria ou todos os aviões militares", não apontando o número exato. "O presidente da Síria Bashar Assad busca desta maneira a proteção do Kremlin", acha CNN.

    De acordo com os jornalistas, as autoridades sírias supõem que os EUA e a coalizão não se decidirão a atacar as proximidades imediatas da base de Hmeymim.

    Na noite de 7 de abril a Força Aérea dos EUA atacou com 59 mísseis Tomahawk a base aérea síria de Shayrat, perto da cidade de Homs. Segundo vários dados, morreram de sete a dez pessoas, incluindo civis.  

    O presidente dos EUA Donald Trump chamou o bombardeio de "resposta adequada" ao ataque em Idlib, do qual os americanos acusam Damasco. Moscou criticou fortemente as ações do Washington, considerando-as como agressão contra um Estado soberano.

    Tema:
    Ataque norte-americano contra base aérea síria (82)

    Mais:

    Combate do exército sírio com Daesh no deserto perto de Homs (VÍDEO)
    Rússia realiza ataques em Idlib e Homs para impedir retirada do Daesh de Mossul para Síria
    Tags:
    ataque aéreo, CNN, Donald Trump, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik