08:16 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Homem judeu em Jerusalem durante as manifestações, 16 de junho, 2016

    Milhares de judeus e árabes marcham em Jerusalém contra ocupação israelense (FOTOS, VÍDEO)

    © AFP 2017/ GALI TIBBON
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12137

    Milhares de judeus e árabes se reuniram para se manifestar contra a ocupação israelense do território palestino depois da aprovação da construção de novos assentamentos na Cisjordânia pela primeira vez nos últimos 25 anos.

    Gritando "Os judeus e os árabes não são inimigos" e "Não ao governo de anexação", cerca de 2 mil pessoas marcharam da parte ocidental de Jerusalém ao Portão de Jaffa na cidade antiga. Segurando bandeiras israelenses e palestinas, os manifestantes apelaram a que fosse posto um fim à expansão dos assentamentos.

    A manifestação teve como objetivo "protestar contra o controle israelense dos territórios [palestinos], e especialmente de Jerusalém Oriental, e a favor de uma solução pacífica e justa para ambos os povos", diz o comunicado do movimento Standing Together citado pelo jornal local Haaretz.

    O governo israelense se recusa a reconhecer a Palestina como uma entidade política e diplomática independente e mantém uma construção constante de assentamentos nas áreas ocupadas, apesar das objeções das Nações Unidas.

    Atualmente, segundo dados da ONU, mais de 500 mil colonos judeus vivem na Cisjordânia, incluindo em Jerusalém Oriental. Os assentamentos são considerados ilegais pelas Nações Unidas e o território da Cisjordânia é considerado território ocupado pelo Tribunal Internacional de Justiça.

    Mais:

    Rússia reitera vontade de ajudar Palestina a criar seu próprio Estado
    Secretário-geral da ONU anuncia única forma de resolver problema palestino
    Israel anuncia relações diplomáticas com país que mantém em segredo
    Tags:
    manifestação, Cisjordânia, Palestina, Jerusalém, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik